Voz do Vale 103,3 FM

Imagem

Gripe: Vacinação começa em todo Brasil.

Cândido Mota /SP começou vacinando as prioridades, conforme pedido do Ministério da Saúde.

As unidades de saúde e Estratégias da Saúde da Família nos Distritos de Cândido Mota receberam grande numero de pessoas que no primeiro dia de Campanha Nacional Contra a Influenza (Gripe) foram se imunizar.

“Apesar de hoje ser o primeiro dia, a procura foi grande e isto é muito bom já que as pessoas estão cada vez mais conscientes de que devem realizar a prevenção recebendo a vacina contra a gripe” destacou a secretária de Saúde do município Amanda Mailio Santana.

A campanha começou na segunda-feira (17) e vai até 26 de maio, sendo que o dia de mobilização nacional está marcado para o dia 13 de maio.

Conforme os responsáveis pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, a meta em Cândido Mota é de aplicarem no mínimo 90% das 11.289 vacinas. Sendo: Idosos: 4.224, crianças: 1.532 (6 meses a menores de 5 anos de idade) , trabalhadores da saúde: 616, gestantes: 223, puérperas: 37 e comorbidades: 4.657.

Este ano, a novidade da campanha é a inclusão dos professores da rede pública e privada no público alvo, com direito a receber a imunização gratuitamente no SUS.

“Estamos cadastrando os professores e no dia 8 de maio, funcionários da saúde irão até as escolas para realizar a vacinação, da mesma forma que realizamos na Santa Casa de Misericórdia, quando a equipe de vacinadores esteve no hospital para imunizar os profissionais no primeiro dia de campanha. Lembrando que na primeira semana serão imunizados os profissionais de saúde dos serviços públicos e privados e as pessoas com 60 anos ou mais de idade. Para profissionais de saúde privado é obrigatória a apresentação do holerite ou crachá e gestante deverá apresentar a carteirinha do Pré-Natal” destacou a diretora da Vigilância Epidemiológica, Talita Andressa Franciscani.

 

Grupos que receberão a vacina

Crianças de 6 meses a menores que 5 anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), Gestantes, Puérperas (mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto), Idosos (a partir de 60 anos), Profissionais da saúde, Portadores de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade e Professores de escolas públicas ou privadas

Calendário
A partir do dia 17 serão imunizados os profissionais de saúde dos serviços públicos e privados e as pessoas com 60 anos ou mais de idade. Do dia 24 em diante, gestantes, puérperas, crianças (6 meses a menores de 5 anos de idade); de 2 de maio comorbidades; a partir do dia 8 de maio, professores e todos os outros grupos anteriores.

Prevenção

A vacina disponível no SUS protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no país: A/H1N1; A/H3N2 e influenza B.

Os grupos prioritários devem se vacinar todos os anos, já que a imunidade contra os vírus cai progressivamente. Além disso, o vírus da gripe passa por mutações frequentes.

“Seguimos o calendário nacional instituído pelo Ministério da Saúde e pedimos às pessoas que busquem as unidades de saúde e as ESF dos distritos de acordo com os grupos definidos. É preciso que todos estejam devidamente protegidos antes do inverno chegar, já que a vacina precisa de 15 dias para garantir o efeito”, lembrou Amanda Mailio.

Foi o que fez Abigail Bento Rodrigues;  “tomo desde que entrei no grupo beneficiado e não me lembro da ultima gripe que tive. Fico aguardando o dia e assim que a campanha começa eu já procuro o posto de saúde”.

Adão Onofre de Almeida, também esteve na unidade central na manhã de segunda-feira para receber a vacinação; “prevenção é muito melhor que qualquer remédio. Estou com minha vacinação em dia”.

O prefeito de Cândido Mota, Roberto Bueno destacou a importância da vacinação como uma das medidas mais importantes de prevenção contra doenças. “É muito melhor e mais fácil prevenir uma enfermidade do que tratá-la, e é ai que está à importância da vacinação. Ela não apenas protege aqueles que recebem, mas também ajuda a comunidade como um todo. É importante observar o publico-alvo da campanha e o calendário de vacinação” destacou Roberto Bueno.

(Depto de Comunicação) Redação e Foto

Compartilhar esta notícia